amor-virtual620

Os paleoantrópologos, aqueles que estudam a evolução dos hominídeos, atribuem à vida em sociedade um fator decisivo para o desenvolvimento do Homo Sapiens. A divisão de papéis, a composição familiar e a dinâmica social permitiram esse salto qualitativo da existência humana. No entanto, mais de 200 mil anos depois, tudo indica que a vida em sociedade já não produz tantos resultados positivos. Ainda que a tendência é a concentração em centros urbanos, o mais aconselhável é a individualização, plenamente possível no mundo dominado pela internet. Siga o Manual de Sobrevivência Social e entre no maravilhoso mundo da “modernidade”:

 

1- Não saia à noite

É um risco inútil à sua segurança. A noite é cercada de seres humanos mal intencionados, sempre dispostos a se aproveitar de você, sexualmente e materialmente. Fique na solidão da sua casa, seu reduto e seu reino.

2- Tenha apenas amigos virtuais

Amigos reais são um transtorno. Exigem atenção, cobram participação, reclamam, querem presentes caros de aniversários — não basta mandar um desenho de flor com uma carinha sorrindo. Além disso, nem sempre dividem a conta do bar de maneira justa.

3- Evite aglomerações

Estádios de futebol, clubes, manifestações públicas, shows em estádios — tudo isso representam hábitos do antigo homus sapiens.  São meios de proliferação de vírus e bactérias, nos quais é inevitável um contato físico inadequado e onde há, com certeza, muita gente mal intencionada ameaçando sua integridade moral e física.

4- Equipe-se

Para sobreviver é essencial adquirir desk top, note book, smart phone, tablet e, claro,  múltiplas conexões com a internet — do cabo ao sem cabo. Se houve época em que era fundamental a bússola, por exemplo, hoje, esses equipamentos sustentam sua atividade social individualizada.

5- Go shopping

Os Shopping Centers são os únicos lugares públicos permitidos para o ser humano contemporâneo. Plena segurança, espaços individualizados e, principalmente, compras. A sociedade individualizada precisa de um alto nível de consumo para se tornar viável. Colabore.

6- Tire fotos

Sim, use todos os seus equipamentos de sobrevivência para registrar as imagens da sua vida. Antigamente, dizia-se que precisávamos de testemunhas para a nossa vida. Agora, não mais. Afinal, fotos servem para que? Registre todos os momentos da sua vida. Lembre-se: você é o centro do universo.

7- Ouça músicas

Sim, essencial. Utilize todos os seus equipamentos, mas um bom fone de ouvidos, e isole-se da realidade com as 700 músicas, tocadas aleatoriamente, em seu multi tocador de músicas.

8- Participe de redes sociais

Claro. Não apenas do Facebook — essencial — mas também de outras mais específicas, como Twitter, Pintinteres, Instagram, CouchSurfing e todas com as quais você se identifica. Agora, esse é seu mundo social — onde você encontra seus amigos, obtém as informações e notícias mais importantes, encontra os produtos mais adequados e, enfim, vive plenamente a sociedade contemporânea individualizada.

9- Evite sexo

Sexo pressupõe contatos pessoais, relacionamentos, complicações emocionais, angústias e, às vezes, até compromissos. O ser humano contemporâneo não precisa disso. Aprenda a se satisfazer com sexo virtual. Ou então, compre uma boneca inflável — você não imagina como evoluiu a indústria destes produtos.

10 – Chats online

Por fim, você pode ter conversas intermináveis e aprofundadas com seus amigos sem precisar sair de casa. Skype, MSN, chat do Gmail, do Facebook…. hoje em dia tem até chat em site de banco. Essa é a sua ferramenta social mais importante. Asséptica, não invasiva, segura — sim, principalmente segura. A vida não é assim tão importante, mas sim a segurança.