Até agora não disse nada. Depois de uma semana do anúncio do prêmio e da tentativa da Academia Sueca de brincar de “onde estará Bob”, a ponto de dizer de procurá-lo, o site oficial do moçoilo assumiu oficialmente que, de fato, ele foi honrado com o Nobel de Literatura. E só.

Estão dizendo por aí que, como Sartre, ele teria recusado o prêmio, argumentando que, caso aceitasse, o Grammy deveria contemplar um escritor. Também houve rumores de que ele teria cedido o valor do prêmio à causa palestina (lembrando que Mr, Zimmermann é judeu). Mas nada disso aconteceu. Ele ainda está em silêncio e parece que assim permanecerá, com este ar de enfado retratado nessa imagem.

Bob Dylan é um gênio eterno da música e da vida. E se ele se porta assim é porque faz todo o sentido.

bob-dylan