homem_não_chora_poucas_palavras

 

A tese de que “homem não chora” sempre foi meio furada porque, afinal, chorar é um recurso que permite resgatar, pelo menos em parte, um certo equilíbrio emocional nas horas críticas. O homem contemporâneo, um pouco mais liberto de seu papel invulnerável, já é capaz de chorar sem se censurar ou sofrer objeções de quem o rodeia. Mas não se pode exagerar. A sociedade, por mais flexível que possa estar, ainda espera do homem um ponto de apoio, “firme como uma rocha”, para as situações críticas ou emocionalmente intensas. E, afinal, homem chorão é um saco!

O choro masculino deve ter uma boa razão de ser. Não pode ser usado como uma expediente para adquirir vantagens emocionais, como a mulher, às vezes, faz. Analisando os motivos pelos quais o homem “pode” chorar, e estabelecendo uma média empírica, pode-se dizer que o resultado da conta final é que o homem tem motivos para chorar uma vez por ano. Nas ocasiões em que perde um ente querido, nos momentos mais intensos de crise profissional ou em qualquer situação de pânico com sua vida pessoal. Em linhas gerais, são essas as situações que o homem NÃO pode chorar:

1- Em filmes

Tudo bem deixar cair uma lágrima enquanto se está no escuro do cinema e ocorre um momento mais intenso da história. Não mais que isso. Sair do cinema esfregando os olhos não é nada masculino.

2- Em relacionamentos

Chorar por ter brigado com a companheira, não dá. O máximo que se pode tolerar é o choro solitário após o rompimento de um longo relacionamento. E uma vez só.

3- Com a derrota do seu time

Sofrer, tudo bem. Mas chorar por que se time perdeu uma final de campeonato? Isso é impedimento.

4- Em situações frustrantes

Você não conseguiu uma promoção esperada, não viabilizou a viagem de seus sonhos ou não conquistou aquela mulher tão apaixonante? Parta para outra. Sem choro.

5-Em situações críticas

Seja qual for a situação — um pneu furado de madrugada no meio da estrada ou dificuldades para cancelar um serviço da operadora do celular — o homem deve se manter firme. Chorar, nessas horas, é completamente descabido.

6- Em discussões

Bater boca no trânsito, discutir por causa de uma conta excessiva no restaurante ou brigar na fila do banco não são motivos que justifiquem qualquer tipo de choro masculino.

7- No trabalho

Homens nunca devem chorar no ambiente de trabalho por motivos profissionais. O máxima que se admite é o choro solitário quando ocorre uma demissão injusta e com consequências desastrosas.

8- Quando precisam de você

Qualquer situação em que a participação do homem é necessária e decisiva não admite choro. Resolva o problema com firmeza.

9- Na morte de um ídolo

Por mais que o homem lamente a morte de um ídolo, nunca será motivo para chorar.

10- De dor

As dores normais — de dente, de cabeça, de injeção, por exemplo — pode irritar, fazer perder a razão, abater. Mas nunca provocar o choro.