Objetivo
Desenvolver no participante os recursos fundamentais para realizar apresentações de qualquer natureza utilizando, como apoio, a ferramenta Power Point. Ao concluir este treinamento, o participante deve Utilizar o PPT como um recurso para otimizar idéias e dinamizar a mensagem necessária a ser transmitida,-obtendo situações confortáveis e objetivas que contribuam decisivamente para o sucesso da apresentação, para o bom desempenho pessoal e para a formação da sua imagem profissional e da empresa a que serve. Importante: este treinamento não ensina técnicas de utilização da ferramenta (software).

Perfil do participante

Profissionais que ocupam funções nas quais a comunicação por meio de palestras, conferências ou apresentações em grupo cumpre papel importante em sua atividade profissional.

Estrutura do curso

Introdução
– Apresentação do curso
– Depoimento dos participantes: seus problemas, seus assuntos predominantes, suas dificuldades, suas opiniões.
– Quais os papéis que cumprem a comunicação visual e a comunicação oral: instrumentos que não devem competir entre si, mas complementar um ao outro.
– Quando a apresentação combinada deve ser usada.
– O que os novos programas e aplicativos passaram a exigir e deixaram de exigir.
– Nossa cultura de comunicação em confronto com outras culturas, como a européia e a norte-americana – como alcançar o consenso.

O início da apresentação
– Como utilizar o espaço oferecido, que postura adotar e que tom de voz utilizar.
– Como obter silêncio e atenção e, ao mesmo tempo, oferecer conforto e bem-estar ao público.
– A importância de um bom início. O que se deve buscar para atrair a atenção da platéia e criar interesse pela apresentação.

A estrutura da apresentação
– Construir um objetivo.
– Criar um roteiro.
– Elaborar perguntas e saber respondê-las.
– Prever situações imponderáveis: perguntas da platéia, desvios de assuntos, dúvidas não relacionadas e conceitos dispersos.
– Previsão de tempo de exposição.

Recursos disponíveis do PPT
– Critérios para utilizar recursos-fantasia (ruídos e efeitos): cuidados necessários.
– O que deve ser mostrado e o que deve ser falado.
– Gráficos, esquemas e ilustrações de desempenho: como e quando utilizá-los, e o que deve ser enfatizado.
– Timing de telas.
– Diversão sim, mas não dispersão.

Princípios da comunicação
– Linguagem coloquial x linguagem técnica: quando usar.
– Elegância e clareza.
– Cuidados com a estética.
– A importância do veículo e do conteúdo da mensagem.

Organização
– Técnicas para otimizar a comunicação conjunta oral e visual.
– Pequenos conselhos para evitar os grandes erros.
– Os segredos da simplicidade.

Conteúdo
– A interpretação e a opinião.
– Técnicas para dar seqüência e fluência ao conteúdo.
– Como decidir o que vai ser falado e/ou mostrado.

Coerência
– Criação de padrões hierárquicos.
– Enumeração, segmentação, racionalidade.
– Começo, meio e fim.